quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Prazo de entrega vai terminar hoje


Prazo de entrega vai terminar hoje

Ontem, penúltimo dia para o cadastro de terrenos pelos titulares de direito de superfície, as instalações do Projecto Via de Luanda, no bairro da Chicala, registaram a maior enchente desde o início do processo, a 5 de Agosto último.
Pouco antes das 9 horas da manhã, perto de 2.500 pessoas encontravam-se em fila de espera, na ânsia de transporem o portão de acesso ao local onde podiam ainda actualizar os processos de registo de propriedade, contrato-promessa de concessão e outros títulos emitidos por órgãos de Estado, em áreas específicas dos municípios do Kilamba Kiaxi, Viana e Cacuaco. Para facilitar o atendimento à chegada, os munícipes são confrontados com duas listas: uma destinada a idosos e outra para as restantes pessoas, já que grávidas e deficientes físicos têm prioridade no atendimento.
Na lista destinada à generalidade das pessoas, a reportagem do Jornal de Angola contabilizou 1.542 pessoas. Delgado Sousa, de 36 anos, constava entre este número. Funcionário público, disse que faltou ao serviço para actualizar o terreno do qual é proprietário na via Viana-Zango, que adquiriu à custa de muito sacrifício, tendo manifestado o seu receio de ficar de fora do processo, sob pena de perdê-lo. “Sei que o processo encerra amanhã (hoje). Se não conseguir tratar da documentação hoje (ontem) serei obrigado a passar aqui a noite”, disse Delgado de Sousa.
Débora Carvalho, que também pretendia actualizar o seu processo, considerou o prazo definido pela governadora da província de Luanda demasiado curto. Justificou o seu atraso com os custos elevados dos croquis de localização e a declaração da comissão do bairro que, segundo ela, atrasaram a entrega da documentação exigida.
Satisfeita com a medida, mas triste com o atendimento e respectivo prazo, está Ivone Salomão, de 32 anos, que pediu às autoridades de Luanda para alargarem o prazo por mais um mês. A jovem tem esperança que tal aconteça, pois investiu muito dinheiro num terreno na zona da Sapú.

Ritmo acelerado

De acordo com um funcionário afecto ao Instituto de Planeamento e Gestão Urbana de Luanda (IPGUL), nos últimos três dias de atendimento foram actualizados mais de 1.500 processos por dia. Garantiu que estão criadas as condições para actualizar os processos, mas lamentou o atraso na entrega da documentação, a indisciplina e o desrespeito de alguns, situação que tem criado transtornos a todos. “Na segunda-feira, fomos confrontados com a invasão dos portões em duas ocasiões, mas com a ajuda da Polícia conseguimos repor a ordem”, disse.
O funcionário do IPGUL anunciou que devido à enchente tiveram de alargar o horário de encerramento diário, das 14 para as 20 horas”.
A actualização do cadastro dos terrenos que se situam no perímetro compreendido entre a estrada Nacional Luanda-Sumbe e a via Viana-Zango, envolvente à Nova Cidade do Kilamba Kiaxi e a Sul da Nova Circular Cabolombo-Viana-Cacuaco bem como no perímetro entre as Vias Camama-Sapú e Viana-Zango a uma distância de mil metros a Norte da Circular Cabolombo-Viana-Cacuaco e envolvente ao Estádio 11 de Novembro, teve como período inicial de 5 a 20 de Agosto. Este período foi alargado até 15 de Setembro.


http://jornaldeangola.sapo.ao/18/0/prazo_de_entrega_vai_terminar_hoje

Sem comentários:

Enviar um comentário