quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Analisada cooperação com Cabo-Verde

O Presidente da República, José Eduardo dos Santos, e o Primeiro-Ministro de Cabo-Verde, José Maria das Neves, analisaram ontem, em Luanda, as perspectivas de cooperação bilateral e a situação política regional e internacional. José Eduardo dos Santos e José Maria das Neves mantiveram um encontro em privado na sala de audiências do Palácio da Cidade Alta.
O encontro, que decorreu após as honras militares, durou cerca de uma hora. José Eduardo dos Santos ofereceu, depois, um almoço ao Primeiro-Ministro cabo-verdiano e à delegação que o acompanhou, no salão nobre do Palácio da Cidade Alta, sem troca de discursos.
O primeiro-ministro de Cabo Verde, José Maria Neves, disse ontem, em Luanda, que abordou com o Presidente da República, José Eduardo dos Santos, questões de domínio económico, turismo, petróleos e a situação da Guiné-Bissau.
Antes de deixar o país, José Maria Neves afirmou, à imprensa, no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, que na vertente financeira o banco Bai já está instalado em Cabo Verde , assim como existem iniciativas na área dos combustíveis, através da parceria entre a Sonangol e a Empresa Nacional de Combustível de Cabo Verde (ENACOL).
Quanto às relações económicas empresariais, explicou que há várias empresas angolanas interessadas a investir em Cabo Verde , nos domínios de hotelaria, turismo e indústrias vocacionadas às exportações. “Há possibilidade de desenvolvermos acordos que permitam a parceria já existentes no domínio da agricultura e das pescas”, acrescentou, para lembrar que existem empresas mistas angolanas e cabo-verdianas do sector das pescas e agricultura que, brevemente, vão ser lançadas.
José Pereira Neves disse que existe igualmente interesse dos quadros cabo-verdianos em vir trabalhar em Angola, para contribuir no desenvolvimento do país.
O primeiro-ministro cabo-verdiano indicou que há interesse do seu país em cooperar na área da construção civil e prestação de serviços. “Angola vai iniciar agora o desenvolvimento do turismo e criar as condições para ser mais competitivo tendo em conta todas potencialidades, porque Cabo Verde já arrancou neste domínio onde podemos trocar experiências”, salientou o chefe do Executivo de Cabo-Verde.
A situação actual da Guiné-Bissau foi igualmente discutida na cidade alta entre o chefe de Estado angolano e o primeiro-ministro de Cabo verde. “Discutimos a questão da Guiné-Bissau, pois Angola enquanto presidente da CPLP está a contribuir para estabilização, paz e consolidação da democracia”, afirmou.
De acordo com José Maria Neves, existe uma grande vontade e determinação do Presidente angolano para a solução definitiva da Guiné-Bissau, para que seja um Estado Democrático e de Direito e tenha um crescimento global. “No quadro da parceria que a CPLP tem com a Comunidade Económica dos Estados da África do Oeste (CEDAO) e com as Nações Unidas, Angola vai dar um grande contributo para a resolução dos problemas da Guine”, insistiu José Maria Neves.
No Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, o primeiro-ministro Cabo-Verdiano teve um encontro de 15 minutos com o vice-presidente do MPLA, Roberto de Almeida, no quadro da parceria entre com o PAICV. “São dois partidos que fizeram luta de libertação nacional e foi importante trocarmos impressões sobre o relacionamento entre os dois países e, sobretudo na experiência interessante de Angola na construção de novos paradigmas constitucionais que deve ser uma referência no objecto de estudo para os partidos progressista em África”, explicou.
O chefe do Executivo cabo-verdiano fez-se acompanhar nesta visita de 24 horas, pelo ministro do Ambiente, José Maria Veiga, e pelo secretário de Estado para a Economia, Humberto Brito.
http://jornaldeangola.sapo.ao/20/0/analisada_cooperacao_com_cabo-verde

Sem comentários:

Enviar um comentário