quinta-feira, 11 de setembro de 2008

MPLA, vitória fácil nas eleições



MPLA: Vitória Fácil nas Eleições

Por Eduardo Ferro 07/09/2008.

Em Angola, com mais de metade dos votos contados, o partido governamental, o MPLA conseguiu uma esmagadora vitória com mais de 81, por cento dos votos nas eleições legislativas de sexta-feira passada. O principal partido da oposição, a UNITA quedou-se pelos 10 por cento e pediu a repetição do escrutínio em Luanda queixando-se de que a votação decorreu de um modo irregular. Verificaram-se, de facto, problemas, na sexta-feira, quando algumas assembleias de voto não abriram a tempo ou não dispunham de boletins de voto. Um grupo de observadores da União Parlamentar Pan-Africana registou mais de uma dezena de irregularidades. Contudo, um dos seus delegados Johson Bartile Toskin do Uganda disse ao enviado especial da VOA, Scott Bobb, que não detectado indícios de violência: "Estamos muito satisfeitos com o modo como decorreram as eleições em Angola. Apreciámos muito o entusiasmo do povo angolano e podemos dizer que as eleições foram livres e justas."
Por seu lado, a rede de observadores angolanos Plataforma destacou mil e 300 observadores através do país, tendo registado seis incidentes de violência ou de intimidação e mais de 400 outras irregularidades devido, sobretudo, à falta de boletins de voto. Contudo, uma porta-voz daquela organização, Sizaltina Cutaia, afirmou à VOA que não havia indícios de coerção: " Há questões acerca das quais nós vamos fazer recomendações, mas podemos dizer sem margem de dúvida que não houve coerção. Queremos com isso dizer que tivemos um ambiente que proporcionou ao povo a eleição livre e democrática dos seus representantes."
Observadores da SADC, a Comunidade de Desenvolvimento da África Austral, manifestaram também a sua satisfação relativamente às eleições legislativas angolanas apesar das queixas da oposição.

Sem comentários:

Enviar um comentário