segunda-feira, 13 de julho de 2009

Reunião ministerial dos Não-Alinhados tem início hoje em Sharm El Sheikh

A reunião ministerial do Movimento dos Países Não-Alinhados, que começa hoje, na cidade egípcia de Sharm El Sheikh, propõe-se analisar e votar os documentos que vão ser adoptados na Cimeira dos Chefes de Estado ou seus representantes, que decorre nos dias 15 e 16, naquele país africano.Os peritos dos Estados membros do Movimento terminaram ontem, num hotel de Sharm El Sheikh, os trabalhos, tendo concluído todos os documentos a submeter, hoje, ao encontro de ministros. O embaixador angolano junto dos organismos internacionais em Genebra, Manuel Arcanjo, disse aos jornalistas que os aspectos mais importantes na Declaração Económica, a ser submetida pelos peritos ao encontro dos ministros, relaciona-se com segurança alimentar, crise económica e financeira mundial e mudanças climatéricas.O diplomata considerou que as mudanças climatéricas “têm um impacto bastante significativo sobre a segurança alimentar e a situação económica”, sobretudo em países em desenvolvimento.Manuel Arcanjo revelou que as questões políticas que tiveram mais impacto na reunião de peritos giraram à volta da actualidade político-económica internacional, tendo sido citados os casos da Somália, Honduras e Iraque.Os peritos apreciaram, também ontem, uma proposta submetida pelo Egipto, que aborda uma série de aspectos relacionados com a actualidade internacional. Até à altura do fecho desta edição, a proposta continuava a ser discutida.

Sem comentários:

Enviar um comentário