terça-feira, 28 de julho de 2009

INFRASAT lança serviços comerciais

INFRASAT lança serviços comerciais


Angop
Director executivo da Infrasat, Eduardo Continentino
Director executivo da Infrasat, Eduardo Continentino

Luanda - A INFRASAT, um projecto de comunicação via satélite, lançou hoje (quinta-feira), em Luanda, os seus produtos e serviços comerciais, que vão permitir às pessoas residentes em localidades rurais longínquas comunicarem-se com outras em qualquer ponto de Angola e no Exterior, através de telecentros.


Em entrevista à Angop, o Director Executivo da INFRASAT, Eduardo Continentino, disse que a empresa está já implantada nas 18 províncias do país, nos muncípios e nas comunas, locais onde não existem os seviços tradicionais de comunicação mormente telemóveis e rede de telefonia fixa, facilitando a comunicação entre os cidadãos independemente da sua localização.


Disse que o projecto utiliza uma tecnologia de ponta e já tem instalados mais de 500 telecentros e dispõe de 2000 aparelhos para sua utilização no sistema designado "liga-liga".


Os telecentros são unidades bem equipadas,com meios de comunicação via satélite, têm a capacidade de quatro linhas telefónicas e uma linha de acesso à internet. As chamadas e serviço de internet serão feito a partir de cartões de recarga em valores que podem ser 100 kwanzas (para 5 minutos), Akz 280 (10 minutos) Akz 380 (30 minutos) e de 550 kwanzas, para mais de 30 minutos.


Os valores, relativamente baixos de acesso aos produtos e serviços da INFRASAT,vão permitir que as pessoas de baixa renda possam usufruir destas oportunidades que o Estado angolano coloca à disposição dos cidadãos, sem exclusão, disse o responsável.


INFRASAT, inaugurado pelo Presidente da República, José Eduardo dos Santos, em Setembro do ano passado (2008), é um projecto do governo angolano, está a ser executado pelo Grupo Telecom e custou aos cofres de Estado cerca de 100 milhões de dólares norte-americanos.


De acordo com o director executivo, a instituição é servida por 5 estações de satélites que garantem a fiabilidade e alta qualidade dos serviços prestados às empresas e às instituições públicas.


A INFRASAT emprega 96 pessoas das quais mais de 30 porcento são mulheres.

Sem comentários:

Enviar um comentário