terça-feira, 5 de outubro de 2010

China apoia Zona Euro e a Grécia


A China comprometeu-se a apoiar a Grécia nas futuras emissões de títulos a longo prazo, anunciou sábado o Primeiro-Ministro chinês, Wen Jiabao, após uma reunião em Atenas com o colega grego, George Papandreou.
“A China vai fazer um grande esforço para apoiar a economia da zona euro e a Grécia. A China vai participar na compra de novos títulos gregos”, declarou o Primeiro-Ministro chinês durante uma entrevista colectiva ao lado de Papandreou. A Grécia, abalada pelo peso da sua dívida soberana e pelo aumento dos juros, teve que recorrer à ajuda do Fundo Monetário Internacional (FMI) e da zona euro em Maio, em troca de um drástico plano de reajuste que inclui um corte salarial para os funcionários públicos e a reforma do sistema de aposentadoria. Desde a adopção do plano, a Grécia emitiu apenas empréstimos a curto prazo (de três a seis meses) para financiamento. Atenas lançou recentemente uma campanha destinada aos mercados financeiros para tentar convencê-los de que a sua política é séria, com a esperança de conseguir uma redução dos juros e acesso ao mercado a longo prazo. A Grécia pretende retornar aos mercados de títulos a longo prazo em 2011.

Viagem europeia

O Primeiro-Ministro chinês, Wen Jiabao, desembarcou sábado na Grécia, onde iniciou uma viagem europeia, que o levará a Bélgica, Turquia e Itália. O chefe de Governo da China foi convidado pelo seu homólogo grego, George Papandreou, que espera promover, com a visita, os investimentos e recuperar a economia do país, duramente afectada pela crise da dívida. Jiabao viaja com vários ministros e empresários. Esta é a primeira visita de um Primeiro-Ministro chinês a Grécia em duas décadas.
Depois da Grécia, Wen Jiabao visita Bruxelas para participar na oitava reunião Ásia-Europa (ASEM) e, no dia 6 de Outubro, na 13ª reunião de cúpula UE-China. No dia seguinte, visita a Turquia, antes de concluir a viagem no dia 8 na Itália.

http://jornaldeangola.sapo.ao/15/69/china_apoia_zona_euro_e_a_grecia

Sem comentários:

Enviar um comentário