sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Autoridades não deverão adoptar atitude de expulsar cidadãos da RDCongo Angop


Autoridades não deverão adoptar atitude de expulsar cidadãos da RDCongo Angop

O chefe do Estado Maior General das Forças Armadas Angolanas (FAA), general Francisco Furtado, afirmou quarta-feira, em Luanda, que do seu ponto de vista, o Governo angolano não deverá adoptar a atitude de explusar, em jeito de retaliação, os cidadãos do Congo Democrático que residem legalmente em Angola.

Francisco Furtado falava em conferência de imprensa por ocasião dos 18 anos da criação das Forças Armadas Angolanas em exército nacional único, que se celebra nesta sexta-feira (9).

Segundo o general do Exército, o parlamento da RDCongo decidiu unilateralmente, através de um decreto, ordenar a expulsão de todos os angolanos residentes nesse território, mesmo em situação legal.

"Nós não devemos enveredar por este caminho (retaliação), porque se realmente isto acontecer, quem perderá é a República Democrática do Congo, pelo facto de existir mais situações volumosas de cidadãos congoleses ilegais em Angola do que angolanos em condições de ilegalidade na RDCongo" referiu a alta patente angolana.

O general Francisco Furtado frisou que as autoridades angolanas não têm qualquer intenção de expulsar cidadãos estrangeiros, mas sim aqueles que, de forma ilegal, entram no país com o objectivo de causar prejuízos a economia angolana e a segurança nacional.

6 comentários:

  1. É importante haver uma visão da sociedade humana profunda , ampla e futura .

    Já chega de guerra !

    Este pensamento sapiente é que vai permitir construir um ´nação pacifica e inteligente .

    A diplomacia angolana dá o seu exemplo .

    Mas é importante não descurar o sofrimento resultante .

    Parabens a Angola .

    Valdemar F. Ribeiro

    ResponderEliminar
  2. UMA VISÃO DAS CIVILIZAÇÕES OCIDENTAL E AFRICANA - CPLP .

    Muitas vezes , uma grande parte dos cidadãos da civilização ocidental definem as realidades sociais das outras civilizações mundiais segundo perspectivas ou lógicas próprias ocidentais , esquecendo os ensinamentos profundos de um dos pensadores maiores chamado Einstein que ensinou que se deve observar as realidades do mundo físico e psíquico considerando sua amplitude relativa .

    Os conceitos de bom ou mau , de feio ou bonito , de certo ou errado , de feliz ou infeliz , democracia . ditadura e todos os outros conceitos de opostos inerentes ao pensamento humano devem sempre ser considerados segundo uma perspectiva pessoal pois estes conceitos são simplesmente visões parciais , conceituais , relativas , não são as realidades que conceituam.

    Esclarecido isto como principio de uma lógica universal , fundamental para uma análise o mais correcta e profunda possível , pode-se então tentar entender as civilizações ocidentais , seus desequilíbrios e erros ao penetrar e agir sem pedir licença em outras civilizações e querendo impor os seus conceitos de certo ou errado , bom ou mau , bonito ou feio , esquerda , direita , segundo seus interesses ou segundo sua lógica própria , esquecendo o fundamental .

    Podemos exemplificar os comportamentos desequilibrados das sociedades ocidentais quando ao abrir caminhos novos por mares nunca dantes navegados e ao encontrar outras civilizações com costumes muito diferenciados dos seus , imediatamente definiu e conceituou esses costumes como bárbaros ou inferiores só porque eram diferentes dos seus ou porque não lhes agradou e ficaram envergonhados dentro de suas mentes rebuscadas pelos valores induzidos no chicote civilizacional ocidental .

    Só porque os povos da África Austral viviam nus pois tinham muita saúde física e espiritual , isso foi considerado um modo de vida inferior pelos ocidentais quando na verdade era exactamente o oposto , estes povos africanos por terem um clima excelente e uma alimentação rica e abundante tinham mentes e corpos saudáveis e boa aparência contrariamente aos povos ocidentais que cobriam exageradamente seus corpos e não eram energizados pelo sol pois o clima aonde viviam era frio e desagradável .

    Quando a sociedade ocidental considerou o modus vivendi fisico e psíquico das outras sociedades como inferior ao seu , gerou-se daí uma série de acontecimentos que quebraram a evolução equilibrada destas sociedades e da própria civilização ocidental pois em vez de enriquecerem culturalmente , em vez de se unirem , somarem , caminhou-se ao contrário , quebrando-se os elos entre as diferentes civilizações e empobrecendo e desequilibrando as diferentes culturas humanas .

    ((( continua )))

    ResponderEliminar
  3. ((( continuação )))

    UMA VISÃO DAS CIVILIZAÇÕES OCIDENTAL E AFRICANA - CPLP

    Hoje em dia , devido ao privilégio que é a informação global on-line disponível para uma maioria das pessoas , e que nenhum presidente de qualquer país tinha antes , é possível conhecer e comparar as diferentes civilizações humanas e não humanas e seus comportamentos e não se pode afirmar que a civilização ocidental seja a mais evoluída no contexto geral e até comparativamente com as culturais de muitas sociedades tribais quando naturais .

    Se considerarmos os conceitos globais sobre equilíbrio ecológico e espiritual , feliz ou infeliz , harmonia ou desarmonia e outros , certamente a sociedade ocidental , num grande número de seus cidadãos , está em patamares inferiores relativamente a algumas outras sociedades .

    É importante observar as civilizações humanas considerando a relatividade do pensamento para que haja uma visão não redutora , uma visão mais realista e ampla , e seja possível construir um maior respeito e maior união entre os povos das diferentes civilizações e seja possível construir uma maior evolução global humana , que muito precisamos e com urgência .

    É preciso ultrapassar com urgência as “pequenas” querelas políticas pensando nas gerações vindouras , nossos filhos e netos .

    ResponderEliminar
  4. A DEMOCRACIA PORTUGUESA

    Muitos dos cidadãos que constituem a civilização ocidental ainda não percepcionam claramente os diferentes conceitos sobre democracia .

    O conceito de democracia , na civilização ocidental , também é utilizado para servir interesses de lógicas pessoais , interesses de lógica não universal e muitas vezes tenta-se exportar para outras civilizações esses conceitos à ocidental .

    O conceito de democracia é muito relativo e sua prática também e veja-se como exemplo a nação Dinamarquesa e a nação Portuguesa :

    - Na Dinamarca há uma união de facto , bem identificada e perfeitamente clarificada entre os seus cidadãos e que se reflecte na maneira como se organizam e funcionam política e administrativamente no sentido de um bem comum nacional e respeito pela individualidade de cada cidadão inserido democraticamente num todo social , tanto assim é que uma Nação com poucos milhões de pessoas consegue ser uma das economias mundiais mais ricas e com sucesso exemplar , em muitas áreas .

    - Em Portugal esta união é menos clara e não se reflecte tão profundamente na sua organização política e administrativa e em objectivos comuns e .

    É possível constatar isso nas embaixadas destas duas Nações :

    - Qualquer cidadão comum dinamarquês ao utilizar os serviços de todas as suas embaixadas é tratado como uma pessoa com plenos direitos e com grande respeito e dignidade .

    - Em muitas embaixadas portuguesas os cidadãos comuns , que não pertencem ao Governo ou a determinadas elites , são tratados de uma forma por vezes vulgar e sem a dignidade de uma Nação milenar e com pouco respeito .

    Esta comparação reflecte claramente as diferenças de atitudes democráticas e de evolução nas organizações governamentais , dentro das diferentes sociedades da civilização ocidental .

    Se for analisada as diferenças democráticas entre os países mais desenvolvidos e menos desenvolvidos , nas sociedades ocidentais , constata-se que os conceitos de democracia , por vezes , são até contraditórios , tanto é assim que , muitas vezes , as leis dentro destes países são elaboradas de maneira conceitualmente opostas entre esses mesmo países .

    Uma das grandes dificuldades dentro da Europa para se construir uma Constituição Europeia comum , é exactamente a maneira como as leis devem ser elaboradas e interpretadas pois os países mais desenvolvidos afirmam que não há necessidade de se elaborarem certas leis pois são redundantes ou desnecessárias e até contraditórias com a verdadeira democracia , enquanto em outros países há visões contrárias .

    Na civilização ocidental , até sistemas políticos aparentemente semelhantes funcionam de maneiras bem diferentes pois as visões e interpretações das mesmas realidades são muito diferentes .

    Antigamente a confrontação de ideias podia gerar uma atitude violenta mas ainda hoje a confrontação de ideias continua a gerar confrontações violentas desnecessárias .

    É preciso mais sapiência e cautela para evitar tanto marulhar .

    O povo português , em geral , é pacífico e quer evoluir mas a democracia a que se assiste em Portugal certamente não é dos piores exemplos mas também não é dos melhores pois é uma democracia insípida , sem estética , apática , pessimista , negativista , pouco empreendedora e com pouca sabedoria .

    Qualquer pessoa pode observar esta democracia portuguesa sem sabor e sem sal e ainda pouco evoluída .

    Valdemar F. Ribeiro

    ResponderEliminar
  5. AS NOVAS LIDERANÇAS NO MUNDO

    Desde os primórdios de sua existência , os seres humanos na sua grande maioria , têm a necessidade de lideranças , muitas vezes nascidas pelo desejo de dominação e pela imposição da força bruta e não pela razão .

    As lutas pela posse das melhores terras para caçar e morar deram origem às guerras e estas necessitam de quem as comande ou seja uma maioria obedecendo a uma minoria que ordena e impõe sua força bruta , física ou psíquica .

    Quando as guerras surgiram nos primórdios , a força bruta era necessária principalmente porque as armas utilizadas eram pesadas e as distâncias a percorrer a pé ou à cavalo eram longas e desgastantes e os perigos físicos eram grandes e reais .

    Estas condições físicas difíceis permitiram ao homem adulto , animal geralmente com mais força física do que a mulher , impor-se e dominar assumindo a liderança do grupo integrado por homens , mulheres , crianças e idosos.

    Hoje em dia sabe-se que os líderes que utilizam a força bruta , física ou psíquica , para se imporem não são os mais sábios e basta observar os modos de vida , os gostos , o lazer , os modos de estar e ser dessas lideranças .

    Essas lideranças brutas são o pilar na continuação das guerras pois desenvolveram em si o espírito de poder como fim .

    O poder pessoal , como fim , determina a necessidade de liderados “dominados” para a manutenção desse poder .

    Por sua vez os liderados desenvolvem em si esse poder pois o chefe transmite ao seu subordinado seu modo de ser embora em escala menor .

    No seu cargo hierárquico inferior mas de comando ou no seu pequeno mundo familiar o subordinado exerce seu pequeno poder , muito para ele , gerando-se assim um circulo vicioso em que liderados sustentam os líderes e vice-versa , um precisa do outro para existir .

    ( continua )

    Valdemar F. Ribeiro

    ResponderEliminar
  6. ( continuação )

    AS NOVAS LIDERANÇAS NO MUNDO )

    As organizações precisam de crentes e quantos mais crentes mais considerada é a “verdade” pregada mas e se não houver crentes para as supostas verdades ?

    Nas sociedades aonde a maioria dos indivíduos têm em si esse espírito de poder como fim , só pela imposição do medo através da força bruta ou subtil, leis com castigos , ameaças , etc. , é possível criar uma certa ordem exterior social pois de outro modo seria o caos .

    O poder quando é exercido como um fim , e é o caso na maioria dos países com suas democracias regidas por grupos de partidos , tudo faz para manter os benefícios desse poder e dominar mas esse poder não é o mais inteligente e criativo nem se fundamenta num desenvolvimento sustentado .

    Tanto é assim , que o resultado após estes anos de democracias tecnológicas é um total desequilíbrio social e ambiental .

    Como consequência disso , com o domínio cada vez maior das tecnologias e da informação on-line , os cidadãos mais novos caminham para um processo de mudanças radicais nas lideranças e vão expurgando muitos dos “mais velhos” .

    Os resultados desastrosos sociais e ambientais gerados pelos cidadãos “mais velhos” , líderes e liderados , são cada vez maiores e não resta aos mais novos senão uma reacção radical assumindo lideranças .

    Estas mudanças de lideranças nascem não porque os mais jovens sejam mais sapientes do que os mais velhos mas simplesmente porque uma maioria dos mais novos , em geral , dominam mais rapidamente as novas tecnologias e mais rapidamente estão dispostos às novas mudanças de atitude necessárias para enfrentar as dificuldades actuais .

    Também há “ mais velhos” capazes e sapientes que dominam as novas tecnologias e têm uma nova atitude , no passado e no presente .

    Todas as sociedades humanas têm necessidade de lideranças mas estas devem desenvolver-se através de um espírito de colaboração sapiente e os partidos devem ser Instituições que exercitam o poder como um meio de transformações que beneficiem a todos e não como um fim pessoal ou do grupo .

    ( CLUBE DOS PENSADORES )

    Valdemar F. Ribeiro

    ResponderEliminar