quinta-feira, 21 de maio de 2009

Oposição do Malawi desafia contagem

http://www.bbc.co.uk/portugueseafrica/news/story/2009/05/090521_malawielexmt.shtml

Oposição do Malawi desafia contagem
Presidente Mutharika
A oposição do Malawi não está disposta a aceitar uma vitória do presidente Mutharika

Os resultados finais das eleições presidenciais e legislativas do Malawi deverão ser hoje anunciados. Até agora, o presidente em exercício, Bingu wa Mutharika, bem como o seu Partido Progressista Democrático, PPD, estão em vantagem sobre os seus principais rivais, John Tembo e o Partido do Congresso, MCP.

Este último já está a disputar os resultados da contagem nos círculos da Província Central - onde o seu partido tem mais apoiantes - invocando irregularidades na contagem.

O MCP diz que os seus agentes eleitorais foram impedidos de entrar nos centros de contagem da província e exigiu que o anúncio, previsto para hoje, dos resultados fosse suspenso.

Face às denúncias, a chefe da Comssão Eleitoral do Malawi exortou o povo à paciência.

Apelos

"Gostaria de repetir que a comissão está satisfeita com a maneira pacífica e ordenada com que estas eleições ocorreram e estamos também satisfeitos de que a paz continue a prevalecer à medida em que anunciamos resultados. Gostaria também de apelar a todos os malauianos que aguardem pacientemente pelos resultados oficiais de ambas as eleições”, disse Anastanzia Msosa.

A pobreza, a agricultura e a saúde são os grandes desafios do Malawi, onde dois terços dos seus habitantes vivem com menos de um dólar por dia e onde o HIV-SIDA tornou um milhão de crianças órfãs.

Doentes de HIV-SIDA
A pobreza, a agricultura e a saúde são os grandes desafios do Malawi

Bingu wa Mutharika, de 75 anos, está na presidência desde 2004 e concorre a um segundo mandato. Nas legislativas, o seu recém-criado Partido Progressista Democrático aspira a uma maioria no Parlamento que analistas consideram improvável.

A sua popularidade advém essencialmente da criação nos últimos anos de um programa de subvenções de adubos e sementes que ajudou o país a sair da fome de 2005.

Por sua parte John Tembo, de 77 anos, é apoiado pelo antigo presidente Bakili Muluzi, cuja tentativa de se candidatar a um terceiro mandato foi bloqueda pelos tribunais.Tembo foi também braço-direito do antigo presidente, Kamuzu Banda.

http://www.bbc.co.uk/portugueseafrica/news/story/2009/05/090521_malawielexmt.shtml



Sem comentários:

Enviar um comentário