segunda-feira, 6 de abril de 2009

Barack Obama na Turquia


É a primeira visita do presidente dos Estados Unidos a um país de maioria muçulmana, marcada por divergências entre os dois lados do Atlântico.

Barack Obama conclui na Turquia a primeira digressão europeia como chefe de Estado norte-americano.

Washington quer o apoio de Ancara para a nova estratégia no Afeganistão e no Iraque e, na República Checa, Obama defendeu a entrada da Turquia na União Europeia como um meio de aproximação aos países muçulmanos: “Avançar para a integração da Turquia na União Europeia seria um sinal importante do nosso compromisso e garantiria que continuamos a manter a Turquia firmemente ligada à Europa.”

Obama esteve reunido em Praga com os líderes dos Vinte e Sete para debater as posições a tomar face aos novos desafios mundiais. Apesar do tom consensual, o apoio às aspirações europeias de Ancara desagradou a Alemanha e contou com a oposição firme do presidente francês: “A decisão cabe aos países membros da União Europeia. Sempre me opus e continuo a opor-me a essa entrada. Creio poder dizer que uma imensa maioria dos Estados-membros mantém a mesma posição que a França. A Turquia é um país bastante grande, aliado da Europa e dos Estados Unidos, e deve manter-se como parceiro privilegiado.”

Hoje, o presidente norte-americano será recebido pelo homólogo turco e pelo chefe do Governo Recep Tayyip Erdogan, antes de discursar no Parlamento de Ancara e participar na segundo Fórum da Aliança de Civilizações, em Istambul.

Sem comentários:

Enviar um comentário