quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Hoje em kampala: Cimeira discute criação de Zona de Comércio Livre


Chefes de Estado das regiões económicas da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), Mercado Comum da África Oriental e Austral (COMESA) e Comunidade da África Oriental (EAC) reúnem-se hoje em Kampala (Uganda) para uniformizar parâmetros que definirão a constituição de uma Zona de Livre Comércio, integrada pelas três organizações económicas do continente.Representando um Produto Interno Bruto (PIB) de 624 biliões de dólares, cerca de 58 por cento do total de África, o bloco englobaria uma população estimada em 527 milhões de habitantes, em 26 países, constituindo metade dos estados membros da União Africana (UA).O ministro angolano da Indústria, Joaquim David, representa o Presidente José Eduardo dos Santos na cimeira. A preparação dos documentos iniciou-se sexta-feira última, por peritos dos países integrantes das três organizações regionais, ao que se seguiu a conferência de ministros, segunda-feira, que os endossou para o encontro de chefes de Estado e de governos, além de mandatados.Durante o encontro será submetida à aprovação um relatório intitulado “Visão: Rumo a um Mercado Único”. O documento sublinha que as três comunidades económicas estão, entre outras matérias, dotadas de enorme potencial energético, mas, na sua maioria, não está explorado. Por isso, a situação de equilíbrio entre a procura e a oferta de electricidade continua instável afectando negativamente a indústria, o comércio, a provisão dos serviços sociais e a integração regional.Admite-se que o défice no fornecimento de energia se agrave nos próximos anos, face ao aumento da procura resultante do crescimento económico contínuo que se regista na maioria dos países membros dessas comunidades.Constam também da agenda de preocupações a avaliar durante o encontro, a possibilidade de acordos inter-regionais de comercialização de energia, elaboração de planos directores, desenvolvimento de infra-estruturas de geração, transmissão e mobilização de recursos financeiros.A delegação angolana ao evento é ainda integrada pelo vice-ministro das Relações Exteriores, George Chicoty, a secretaria nacional da SADC, Beatriz Morais e o director nacional da Indústria, Kiala Ngone Gabriel. O ministro-conselheiro da Embaixada de Angola no Botswana (sede da SADC), Evaristo Dias da Silva, e o conselheiro Alexandre Inácio, os primeiros secretários, Joel Cumbo e Pedro Kiala Bunda, todos da Missão Diplomática de Angola na Tanzânia, são os outros integrantes da comitiva.


Sem comentários:

Enviar um comentário